Archive for março, 2009

Hoje eu não estou feliz

Da série: O que você faz para mudar isso?

É fato. Passo maquiagem e não vejo diferença. Vou trabalhar e volto sem xingar UMA cliente que seja. Tenho vontade de chorar nas consultas com o dermatologista. Conheci um menino faz 1 semana e já esou pedindo conselhos masculinos. Quero que alguém escolha as coisas por mim, “Você que sabe, tanto faz!”. É, tanto faz se você quer me beijar ou assistir futebol. Tanto faz se eu marquei salão e não fui. Tanto faz! Entende? Eu continuo fazendo coisas ridículas, eu continuo me perguntando por quê faço coisas ridículas, eu continuo viciada em fanta uva e reclamando do meu trabalho para Deus e o mundo. E aí? Tanto faz! Nada muda mesmo! Eu cansei de pedir para a minha mãe sair comigo, e cansei de ouvir ela pedir para o meu pai sair com ela. Eu cansei de ligar para, talvez, a única pessoa que entenderia o quanto isso me encomoda. Mas não sou atendida porque alguém no mundo disse que quando sua ex liga não é para desabafar e sim para implorar! Eu estou de saco cheio do “tanto faz” que a vida virou! Da interminável corrida que todos nós fazemos todos os dias em busca de algo diferente, fora da rotina, singular. Estou cheia de procurar o que fazer no fim do expediente. Descobri que não adianta se enxer de estudos, treinos, academias, compromissos, amigos, cafés e tequilas. Descobri que não adianta inventar que ama alguém só para sofrer um pouquinho, só para ver se ainda sente, chora, ama. É tudo um bocado de mentira todos os dias. É uma baboseira enorme que se iguala a uma novela mexicana. Quantas vezes vou ter que passar ali para me fazer notar? Quantas vezes vou ligar para ser atendida? Quantas vezes vou convidar para ser convidada? Quanto vou gastar? Quanto vou ganhar? Quando eu vou andar? Onde eu vou parar?

Anúncios

março 31, 2009 at 1:41 am 5 comentários

Que Ray-ban patético, garoto!

Eu nem sabia se você existia ainda. Por mim, podia sumir! Evaporar! Estava bem sem ver você, ou fingindo que não via. Estava bem mesmo! Olha só para você, metidinho, carregando suas mil traições nas costas, se orgulhando da pança de cerveja e da mulher sem cérebro que tem. Agora vem aqui, atrapalhar a minha linda e longa caminhada de volta para casa! Larga do meu pé chulé! Vai ver se eu estou naquele bar fuleiro de novo! Vai! Não vem andar empinado com esse Ray-ban patético na minha calçada! Ela é minha! Ela é cheia de flores de ipê caídas no chão, porque é MINHA! Ela é bonita e inteira porque é MINHA! E ninguém te deu permissão para andar aqui! Gente mentirosa, feia, boba e chata, que nem você, deviam ser proibidas de existir! Vai! Passa rápido! Empina essa pança e zarpa fora daqui!

março 29, 2009 at 2:46 am 2 comentários

TIC TAC parou o tempo

E agora eu não sei se caso, ou se compro uma bicicleta. “Presta atenção, é para olhar para frente viu?” Vi. Vi o quê mesmo? Frente é futuro ou presente? É para dizer SIM para todos os convites ou para programar meu domingo ensolarado de folga? Hoje eu acordei com uma vontade de ser diferente, sabe? De escutar: “Se você quiser, você esquece!” e de falar: “Ei garoto, está tudo bem! Passou a dor. Olha só, tô viva!!!”. E não é que estou mesmo? Talvez seja porque ontem recebi cantadas piores que a sua, de homens piores que você. Talvez seja porque eu comi o melhor cachorro-quente de Curitiba. Ou quem sabe, porque comprei livros. E puxa, como eu adoro comprar livros! Mas alguma coisa na minha cabeça estava fazendo tic tac fazia dias, implorando por um balanço. E hoje parou. Parou como se dissesse que não há mais enrolação! Ok. Eu desisto, vou mudar. Vou tirar a maquiagem antes de dormir e viver feliz com as minhas quinhentas risadas durante o sono. Comprar meias brancas, uma sapatilha nova e quem sabe até um salto. Alguém aqui precisa crescer, nem que seja alguns centímetros. “BAH” (diria a minha chefe) tem um mundo inteiro me esperando para começar a rodar! E não é que tem mesmo? Deixa só eu anotar tudo aquilo que me disseram nos últimos dias, deixa só eu apagar alguns números, anotar outros, economizar, gastar e sorrir, que eu já vou! Já vou viver!

março 22, 2009 at 6:32 pm 1 comentário

O Relâmpago

O Relâmpago um dia disse que eu tinha cheiro de mar e desde então eu não parei de roubar o perfume da minha irmã. Eis que esse “desde então” só durou no máximo um mês. Tempo suficiente do Relâmpago sumir. É que ele arrumou uma piranha, gostosa e suficientemente burra para ele brincar de ping pong. Mas sabe que eu aceitei numa boa? E nem fiz esforço para lembrar do dia que ele me acordou com panquecas e suco de manga na caneca. Na caneca! Bem do jeito que eu gostava. O Relâmpago adivinhava várias coisas minhas. Só não adivinhou o tamanho da minha raiva quando apareceu chapado para jantar aqui em casa. Mas adivinhou como eu ficaria mansa ao ver ele chorando arrependido no dia seguinte. O Relâmpago virou amigo de todas as minhas amigas. Logo em seguida, virou ex de todas elas. E você acha que eu liguei quando a namorada dele me acordou gritando “vagabunda!” no celular? Lógico que liguei! Liguei pra ele e falei: “Querido, sua namorada está equivocada. Eu fui a unica mulher que você não conseguiu pegar até hoje, corrija aquela loira aguada pq eu preciso voltar a dormir!”. E o Relâmpago apareceu na beira da minha cama em menos de uma hora pedindo desculpa. É, foi bom o tempo que ficamos juntos, mesmo que tenha sido tão pouco. Sabe que a minha mãe fala de você até hoje? Coitada, mal sabe que você não presta! Mas ela ficou um bocado feliz quando você ligou, mesmo eu repetindo que você só estava fazendo isso porque levou um pé na bunda da siliconada. E aí? Doeu? Tanto quanto o mês que eu te enrolei? Admita, teu orgulho ainda está ferido! Pois é relâmpago, nosso caso foi rápido, mas rendeu boas histórias. Sabe que eu até gostava? Um dia, vou te contar, cheguei a chorar por você criatura! Quanta bobagem! Tanta coisa… por tão pouco tempo!

março 11, 2009 at 10:28 pm 1 comentário

Valeu amiga!

Só você para entender o que eu falo quando estou chorando. Eu sabia que podia ligar, te acordar e dizer “Me tira de casa antes que eu tome a terceira garrafa de Fanta uva, por favor!” que você ia seguir direitinho o pedido e ia fazer até mais! Ia me fazer rir! É que sair com você, é felicidade na certa! É não se sentir mal num bar cheio de gente arrumada, porque você sempre está nem aí. Tão nem aí que é até bonito de ver! Dá até vontade de se sentir assim “nem aí” igual. Olha, eu sei que nem sempre sou a amiga mais presente, nem sempre sou a amiga mais animada. Mas valeu por não ter me deixado sozinha nunca, por ter me tirado da cama no dia seguinte e me distrair até eu lembrar que tenho mãe e ter que voltar pra casa. Se sentir assim é sempre tão bom que toda vez eu me cobro no final: “Poxa, porque é que a gente não saiu mais vezes?”.

Valeu amiga! Eu não tenho palavras pra dizer o quanto eu gosto de você!

março 8, 2009 at 9:58 pm Deixe um comentário

Espelho, espelho meu…

Qual é pançuda?! Vai ficar muito tempo se olhando no espelho? Eu não gosto que fiquem me observando assim não! Já te disse que não sou eu que posso te deixar mais bonita. Acredite, ou não, eu também não gosto de refletir essa sua falta de bunda. Páááára! Pára de se esticar! Odeio quando você faz isso! O que? Ahhh não! Não começa a chorar não! Está borrando toda a maquiagem! Droga! Porque você sempre faz isso? Pára de se achar a pobre coitada aí ô! Mulher gosta de sofrer viu? Brigou com o carinha, se tranca no quarto e vai logo ouvir o cd que ele te deu?! Está mal e faz tudo para ficar pior ainda. Não gosto de ser uma imagem chorona. Se você insistir te faço enxergar todas as espinhas e buracos que tem no rosto hein?! Não querida, não é o seu cabelo, nem a sua roupa, nem o seu lábio todo mordido. Encare a situação, o carinha não te gosta mais. Vaaamos! Você era melhor nisso antigamente! Eu até gostava quando era você que desligava o celular e ficava horas aqui na minha frente ensaiando uma desculpa. Faz tempo que não te vejo fazendo isso, que foi? Se aposentou é? Cansou de dar pra todo mundo e agora quer virar mulher de um homem só? Ok, peguei pesado. Mas não faz muito tempo que a senhora estava aqui se maquiando com mais duzentas mulheres e recebendo mais duzentas ligações. Cadê a mulher-macho-insensível que não se apega? Tá escondida aí no embrulho do seu estômago né? No fundo você está com medo de ficar sozinha né palhaça? Não? Ahhh, qual é?! Então curte tua deprê aí sozinha e de preferência longe do espelho! Tenho que me preparar para a cara inchada que vai aparecer aqui amanhã de manhã. Hunf

março 8, 2009 at 9:23 pm 1 comentário


Hoje é dia…

março 2009
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Sofisticada no Twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.


%d blogueiros gostam disto: